TDAH – Um alerta aos Pais

Você sabia que criança também pode ter AVC?

Certamente existem particulares nas crianças em relação às observadas com os adultos, principalmente em relação às causas.

AVC é um distúrbio cerebrovascular de início súbito, podendo ser focal ou generalizado. Pode ocorrer no período neonatal / perinatal (28 semanas da gestação a 28 dias de idade após o nascimento) ou na infância (29 dias de vida até 18 anos de idade).

O AVC é classificado como isquêmico (quando um vaso é obstruído) ou hemorrágico (quando há uma ruptura de um vaso), sendo o primeiro o responsável por aproximadamente metade das de todos AVCs nos pequenos.

Entre os principais fatores etiológicos estão: cardíacos (congênitos ou adquiridos), eventos perinatais, fatores maternos, hematológicos (anemia falciforme e alterações na coagulação são exemplos), infecções, alterações vasculares cerebrais, traumas, tumores ou demais causas tóxicas.

Com o avanço dos exames não invasivos (tais como doppler transcraniano, tomografia computadorizada e ressonância magnética), os diagnósticos precoces estão aumentando, fato importante em um tratamento eficaz, principalmente pela riqueza de detalhes analisados nestes recursos.

O tratamento é realizado de acordo com cada causa, porém o principal e comum a todos os fatores, baseia-se na abordagem inicial da criança, na admissão à emergência, com tratamentos rápidos e agressivos e, posteriormente, investir em prevenções secundárias (anticoagulantes, por exemplo), reabilitação e seguimento.

Open chat
Agende sua consulta.